quinta-feira, 7 de março de 2013

Maus exemplos antes de morrer: Chorão brigou em quatro hotéis de São Paulo antes de sua morte

Na última segunda (4), Alexandre Magno Abrão, o Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr, deixou um hotel próximo à avenida Paulista. Ele estava saindo dali porque tinha discutido muito e brigado com alguns funcionários.

Não foi o único hotel em que Chorão brigou semanas antes de morrer. O músico passou por outros três hotéis, e também se desentendeu nos três lugares, dias antes de ser encontrado morto na última quarta (6), 
O relato é do delegado Itagiba Vieira Franco, que investiga o caso no DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), e ilustra o quadro de instabilidade emocional pelo qual Chorão passava dias antes de sua morte. Segundo Franco, Chorão sofria de mania de perseguição e tinha “muitos acessos de raiva”.
   
— Ele se hospedava, se irritava muito e acabava se desentendendo. Tinha que sair de um hotel para outro. No último hotel em que se hospedou, na avenida Paulista, Chorão teria brigado e pedido para que o segurança o acompanhasse e retirasse sua roupas e levasse para o apartamento dele. Junto com o funcionário, Chorão foi até lá, pegou as roupas e levou para o apartamento. Isso por volta das 18h de segunda-feira (4). Foi a última vez que ele foi visto com vida.
Os acessos de raiva incluíam surtos, com ataques a objetos e destruição.
— Uma prima dele [a apresentadora Sonia Abrão] comentou que ele estava com desgosto pela vida, bem deprimido. Os surtos ocorriam em qualquer lugar e ele quebrava tudo que via pela frente.

Fonte: r7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!