sexta-feira, 31 de maio de 2013

Pesquisa ameaça eleição de Roseana ao Senado

          Já não é tão tranquilo o futuro político da governadora Roseana Sarney, que sempre acreditou que tem eleição garantida para o Senado, caso resolva sair candidata.
Uma recente pesquisa contratada por um dos sub-grupos que compõe o grupo Sarney, ela aparece apenas com 40% da preferência do eleitorado, índice considerado pequeno, aliás vergonhoso, para uma governadora em quarto mandato.
O pior é que os números também ameaçam a liderança de Roseana dentro do próprio grupo, onde sempre superou as antipatias nutridas por seu mandonismo com uma imenso apoio popular.
Com apenas 40% de preferência há mais de um ano das eleições, Roseana já foi aconselhada a agir com mais humildade e colocar o seu governo realmente para funcionar para tentar conter a sangria e evitar uma derrota humilhante em 2014.
Seria uma espécie de reprovação no Enem!
Algumas vozes dentro do grupo Sarney até já defendem – de maneira tímida e cautelosa para não provocar o destempero da chefe – que ela continue até o final no governo, pois acreditam que a derrota de um Sarney puro sangue teria repercussões bem acima ou bem abaixo de um resultado de eleição, que acontece de quatro em quatro anos.
- Se é para corrermos o risco de perder, melhor tentar com outro, pois com ela uma possível derrota seria o fim do grupo – diz uma dessas vozes tímidas e cautelosas.
Os números da pesquisa também atingiram em cheio a candidatura de Luís Fernando, que depende da liderança de Roseana para manter-se viva dentro do grupo e conseguir robustez eleitoral para disputar o governo do estado com Flávio Dino.
Não é preciso nenhum Nostradamus para prever que o Maranhão se aproxima para o fim de uma era.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!