quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Não dá pra fumar - Holandês fabrica moto de maconha

               O cânhamo, a fibra derivada da planta da maconha, já foi usada para fazer calçados, roupas e até cremes para o corpo (além de levar algumas pessoas para outro estado de consciência), mas nunca para fabricar um veículo motorizado. 
   Foi-se o tempo! A empresa holandesa Vaneko desenvolveu um scooter elétrico com estrutura construída com fios da polêmica cannabis. Batizado de “Be.e”, a motocicleta ecológica pode atingir até 55 km/h de velocidade máxima e as baterias de lítio rendem uma autonomia de até 60 km em vias urbanas.

Segundo comunicado da empresa, a escolha do material se deu por seu fator sustentável, pois vem de uma fonte natural e renovável. O cânhamo também deixou o scooter muito leve: ele marca apenas 95 kg da balança. Com tão pouco peso, o motor não precisa fazer tanta força para mover a moto. O propulsor da Be.e gera o equivalente a 0,4 cavalo de potência 11 kgfm de torque, o suficiente para carregar até 180 kg sobre as duas rodas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!