terça-feira, 3 de setembro de 2013

Deputado Raimundo Cutrim deixa base aliada de Roseana Sarney

            “Aqui nós cansamos de esperar. Conversei com todos e eles (lideranças comunitárias) disseram: vou votar candidato que foi juiz. Vou contribuir para a candidatura de Flávio Dino no Maranhão, vou atrás da esperança, das mudanças que o povo do nosso estado está cansado de esperar,” disse Raimundo Cutrim, ao declarar que sai da base aliada. Cutrim deve ir para o PC do B.
Cutrim afirmou que os principais motivos para seu rompimento foram o aumento desenfreado da violência em todo o estado e a volta do crime organizado ao Maranhão. As críticas feitas por ele enquanto deputado não surtiram efeito e, segundo ele, causaram apenas uma “competição criminosa” interna no grupo Sarney.
Ele citou como exemplos o pedido de criação da CPI da Agiotagem. Cutrim pediu para ser ouvido na Comissão de Ética da Assembleia,
deu entrada no Ministério Público de investigação por perseguição política dentro do grupo, mas não houve nenhum sinal de compreensão pelo grupo Sarney.
“Esperei que o grupo a que sempre fui leal fizesse algum gesto em minha defesa, mas só agrediram minha honra, minha moral e minha história para atingir a minha vida pública,” disse.
A decisão de sair da base aliada de Roseana Sarney foi, segundo Cutrim, partiu de conversas dele com lideranças da capital e do interior. Cutrim afirmou ter consultado família e amigos, buscando uma decisão coletiva. “O povo é sábio, estou no caminho do povo. No caminho do progresso que todos nós estamos cansados de esperar. Por isso não sou mais da base aliada ao governo e faço parte da oposição,” finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!