sexta-feira, 25 de abril de 2014

"Eita falta de absurdo" - Justiça proíbe propagandas de Roseana que dizem “continue com a gente”

          As propagandas do Governo do Estado, com claro interesse eleitoreiro, acabam de ser proibidas de passar nas rádios e tvs maranhenses pela Justiça. Em decisão liminar concedida da 2ª Vara a Fazenda Pública, o juiz Carlos Henrique Veloso considerou as propagandas do governo Roseana Sarney abusivas.
O apelo eleitoreiro feito nas rádios e tvs maranhenses com dinheiro público pelo grupo Sarney começa a ser contestado na Justiça. O juiz definiu a propaganda do Governo Roseana como estando repletas de “proselitismo político”. A ação foi movida pelos deputados Domingos Dutra (SDD) e Rubens Pereira Jr (PCdoB).
O juiz demonstrou na liminar que ultrapassa qualquer limite da impessoalidade nas ações do Governo do Estado o uso de termos como “continue com a gente”. Fica claro nas propagandas pagas pelo Governo do Estado o uso eleitoreiro do dinheiro público. As propagandas têm claro apelo aos maranhenses para que não abandonem o barco da oligarquia.
Os deputados responsáveis pela ação popular ainda questionaram a contratação da TV Mirante, alegando que a Governadora contrata sua própria empresa. Ou seja, paga de um lado do balcão e recebe do outro lado, usando o dinheiro do estado para lucros pessoais. A questão, no entanto, ainda será analisada em um processo mais longo.
A partir da decisão de ontem, Roseana Sarney e Carla Georgina (secretária de Comunicação) terão que ralar muito para tirar as marcas eleitoreiras das propagandas do governo. Expressões como “continue com a gente”, “há quatro anos atrás” e “novo Maranhão”, com clara intenção de promoção política do grupo Sarney, não poderão mais ser usadas pelas propagandas do Governo.
Fica a dica: propaganda política, Roseana, deve ser feita somente nos programas partidários. Estado não é partido!

DO http://www.marrapa.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!