quarta-feira, 16 de abril de 2014

REDE RECORD - Baixa audiência das novelas e possível venda do complexo de estúdios no Rio marcam momento de crise na teledramaturgia

Favela cenográfica da novela 'Pecado Mortal' no RecNov
A notícia de que o RecNov, que abriga estúdios de gravação e cidades cenográficas da Record no Rio, está à venda é mais um capítulo do drama enfrentado pelo núcleo de teledramaturgia da Record. A emissora teria oferecido a estrutura erguida sobre uma área de 280 mil metros quadrados a possíveis compradores, entre eles a mexicana Televisa, de acordo com informações do site "Notícias da TV", publicadas nesta quarta-feira.
Edir Macedo, dono da rede e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, já teria dado seu aval há quase um ano para que o RecNov seja negociado e a produção própria de novelas, encerrada. O motivo seria o prejuízo de R$ 300 milhões por ano gastos em investimentos sem retorno.
A posição oficial da emissora é de que a engrenagem do complexo de estúdios de gravação no Rio de Janeiro comprado em 2005 continua rodando a pleno vapor e que nada abala a confiança dos funcionários. Ao iG, a Record informou que o rumo do RecNov é próspero, com duas novelas em produção - inclusive criando um novo horário - , uma novela em exibição, uma minissérie no ar e outras três em produção. 
Segundo relatou um funcionário da emissora ao iG, porém, desde 2012, quando a novela "Máscaras" afundou na audiência, a crise gerou um clima de insegurança entre atores e diretores que segue até hoje. Nos estúdios de "Pecado Mortal", por exemplo, todos estão de cabelo em pé. A novela de Carlos Lombardi está sem frente de capítulos: é gravar em um dia para ser exibido no seguinte.
Série adiada
A trama "Os Dez Mandamentos", prevista para 2014, teve a produção interrompida e foi jogada para 2015. Outros projetos de série, em parceria com produtoras terceirizadas, são estudados para manter os departamentos em atividade, mas como são realizados por fora, os funcionários pouco sabem de calendário e aprovações.

Furto
As gravações de "Vitória", próxima novela da emissora escrita por Cristiane Fridman, seguem em ritmo acelerado para estrear em maio. Para agravar ainda mais o cenário ruim, a novela já sofreu um pequeno prejuízo durante a passagem por Curaçao, no Caribe, onde objetos que seriam usados em cena foram furtados.
Evasão de atores
Soma-se a tudo isso a evasão de atores do chamado primeiro elenco da Record, comoGabriel Braga NunesMarcelo Serrado,Bianca Rinaldi e Vanessa Gerbelli, quesucumbiram ao assédio da Globo. Teve também o afastamento de Mel Lisboa, queabandonou "Pecado Mortal" para se dedicar am musical sobre a vida de Rita Lee.
*Colaborou Juliana Moraes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!