quinta-feira, 15 de maio de 2014

ELE AGORA É O DENUCIANTE - Agiotas continuam bancando campanhas políticas no Maranhão, diz Edinho Lobão

Edinho Lobão, que sempre foi alvo de denúncias no Maranhão e por isso ficou conhecido como Edinho 30 em todo o estado, agora denuncia que campanha de Flávio Dino está sendo patrocinada por agiotagem 

Há em curso uma linha de investigação pela Polícia Federal para descobrir e impedir as ações dos agiotas no Maranhão; neste caso específico pa
ra saber como eles movimentam os recursos do Fundeb, Merenda Escolar e Sus. São verbas federais.
O pré-candidato a governador Lobão Filho (PMDB) denunciou a existência da prática nefasta no Maranhão. E apontou o nome do empresário Dedé Macedo como um dos principais.
Ele, segundo o senador peemedebista, estaria bancando toda a estrutura financeira da campanha do pré-candidato a governador Flávio Dino, e citou como exemplo a doação de um helicóptero para que o comunista circule o Maranhão de ponta a ponta. A denúncia é grave, gravíssima e precisa ser apurada.
Lobão disse aquilo que as duas polícias (Federal e estadual) já sabiam: os agiotas tiram da boca das crianças a merenda escolar, roubam os medicamentos e equipamentos hospitalares e ainda ficam com a maior parte do dinheiro que deveria ser investido em obras em cada cidade.
Conforme a denúncia do senador, o negócio entre as partes é feita da seguinte forma: o agiota empresta o dinheiro para as campanhas de políticos, sempre a juros exorbitantes, e depois cobra tudo em contratos amarrados para fornecimento de merenda escolar, medicamentos e equipamentos e comprometimento dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios.
Nos casos da merenda, medicamentos e equipamentos hospitalares, o contrato é firmado para a aquisição de volumosa quantia e a entrega é feita com menos da metade do acordado.
O prefeito eleito pelo dinheiro da agiotagem fica amarrado nas mãos dos supostos empresários e a cada dinheiro repassado aos agiotas imediatamente é retomado em novo empréstimo com valor maior. Assim sendo, não existe administração municipal que progrida.
Entre os agiotas estão juízes de direito, deputados estaduais, fazendeiros, donos de hotéis, proprietários de supermercados, advogados, construtores, donos de boites e, pasmem, até um padre e dois pastores evangélicos no Maranhão.
As duas polícias sabem de tudo. Para evitar novas ações e investidas agora nas campanhas eleitorais, nada custaria divulgar a relação completa dos nomes deles  para que a sociedade tome conhecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!