quinta-feira, 22 de maio de 2014

João Alberto poderá ser o candidato a Governador do grupo Sarney - Edinho pode tomar o mesmo rumo de Luis Fernando: a porta dos fundos

Os peemedebistas Roberto Costa, Arnaldo Melo, Max Barros, a governadora Roseana Sarney e o ex-secretário Hildo Rocha andam incomodados com a truculência do filho de Edison Lobão. A cada declaração dele, aumenta dentro do grupo a pressão para que o candidato a governador seja o senador João Alberto (PMDB), homem de confiança de José Sarney (PMDB).
A situação ficou insustentável no início da semana, quando o pré-candidato ameaçou romper com o grupo Sarney e prometeu auditar as contas de Roseana e Ricardo Murad. Edinho também tentou se desvincular da oligarquia afirmando que “a família Sarney está saindo do cenário político por idade e cansaço”.
Em entrevista ao Valor Econômico, Edinho chegou a chamar Sarney de “coronel do Maranhão”. O oligarca mostrou incômodo com a ingratidão do aliado e ameaçou cruzar os braços em relação à campanha dele. Portanto, não será surpresa se Edinho for substituído na véspera das convenções.
Presidente estadual do PMDB, João Alberto, o “Carcará”, deveria assumir uma secretaria a convite de Roseana e ficaria inelegível para as eleições de outubro. No entanto, depois de conversas reservadas no Palácio do Leões, ele desistiu do cargo e segue como a carta na manga de Sarney – esperando pela indicação do grupo para enfrentar Flávio Dino (PCdoB) na disputa pelo governo do estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!