domingo, 1 de junho de 2014

Candidaturas de filha e genro de Ricardo Murad geram crise no grupo Sarney

A fome de poder de Ricardo Murad (PMDB) faz aumentar a crise no clã Sarney.
Por medo da Polícia Federal revelar o conteúdo e destino das caixas e malas pretas do doleiro Alberto Youssef, o cunhado da governadora Roseana Sarney (PMDB) teve que abdicar da reeleição de deputado estadual. No entanto, não se deu por vencido e já lançou como substituta a filha Andréa Murad.
Com uma ambição ilimitada e disposto a aumentar sua influência na Assembleia Legislativa do Maranhão, o Boneco de Olinda tem dito a aliados que também vai eleger o genro, Sousa Neto. Além de trabalhar pela eleição do ex-secretário de Segurança, Aluísio Mendes, para a Câmara Federal.
Quem anda enciumado com a decisão do tutor é o amigo da hora certa, Fábio Câmara (PMDB). Enrolado até o pescoço com o caso Décio Sá, o ventríloquo do secretário na Câmara de São Luís alimentava o desejo de sucedê-lo no legislativo estadual. Deu com os burros n’água, e agora será obrigado a “comprar” votos para os familiares de Murad.
Outro que não quer ver o titular da Secretaria de Saúde nem untado com óleo de babaçu é Stênio Rezende (PMDB). O deputado estadual reclama para quem quiser ouvir que Ricardo tem assediado as suas bases e já cooptou dois prefeitos que o apoiavam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!