quinta-feira, 5 de junho de 2014

Vereador Rogério Santos pede que prefeitura debata o trânsito em audiência pública e realize festas juninas nos bairros de Bacabal

       O vereador Carlos Rogério Santos Silva (PPS) quer que a prefeitura municipal discuta o trânsito de Bacabal em audiência pública de forma urgente e convocando para a mesma os mais diversos segmentos que formam a sociedade bacabalense. Nesse sentido o vereador popular socialista teve requerimento aprovado por unanimidade por seus demais pares na última sessão da câmara.
Santos justificou sua iniciativa explicando que “é de inteira responsabilidade do gestor público a regulamentação e sistematização do trânsito de qualquer município da Federação. Bacabal possui, deste os seus primórdios, de um departamento municipal de trânsito. Mais recentemente a cidade passou a receber os serviços prestados por uma circunscrição regional de trânsito. Também existe na estrutura administrativa do município uma guarda municipal a quem, entre outras atribuições, também compete à fiscalização do trânsito”.
Mas para o edil “apesar de toda essa estrutura nossa cidade vive hoje um caos sem precedentes em seu sistema de trânsito e essa situação deve ser aberta e discutida com a comunidade. Certamente será junto aos mais diversos segmentos de nossa sociedade que nós encontraremos as melhores ideias para resolver esse grave problema, porque são esses segmentos que mais sofrem no dia-a-dia com esse caos”.

São João
          Rogério Santos Silva também apresentou indicação a ser encaminhada ao secretário municipal de cultura, empresário José Clécio Souza Silva, solicitando que o mesmo providencie de forma urgente a diversificação da programação com a consequente implantação de arraias juninos nas comunidades do Novo Bacabal, Tresidela, Vila Frei Solano, Alto da Assunção,  Cohab I, II e III; Vila da Paz,  Vila São João, Vila Santos Dumont, Vila Jurandir Lago, Juçaral, Vila Pedro Brito, Alto Bandeirante, Bairro Mangueira,  Vila Coelho Dias e Satuba.

Ele explicou sua indicação afirmando que “a implantação de arraias juninos nesses bairros, além de hoje se fazer necessária em razão da grave carência de lazer e entretenimento vivida em nossa cidade, onde não existem cinemas e teatros, pode valorizar, divulgar e difundir o trabalho dos nossos artistas e produtores culturais, que devem ser contratados pela nossa administração pública, a exemplo dos nossos cantores, nossas bandas musicais e nossos grupos folclóricos”.

Do Gabinete

Um comentário:

  1. A instituição Guarda Municipal,existe no papel,alias a lei já regulamentada?se não então não existe,pois bem, mais a questão maior é o descaso com a organização do transito,que fique claro de obrigação doMunicípio fazer existir,recentemente foi feito convênio com o Detran/MA,tirando do Estado esta responsabilidades,estaria mesmo os municípios preparados para fazer funcionar e funcionar bem estes serviço,ou foi só aquele euforia onde deve político tirando dividendo com isso?a proposito a Guarda Municipal,nem espaço físico apropriado tem para funcionar,estar muito distante ter uma guarda municipal que faça de fato o seu trabalho,isso é de responsabilidade do gestor publíco fazer funcionar,se não sabe como fazer contrate pessoas do ramo para fazer o projeto(com licitação)

    ResponderExcluir

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!