segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Até que ponto há verdade nesse episodio? BANDIDO ACUSA FLÁVIO DINO DE LIDERAR QUADRILHA

Do Blog do Garreto



Um vídeo postado na última sexta-feira, dia 20, na rede social Youtube por um internauta identificado como Juan Queiroz revela parte do interrogatório de um bandido à polícia cujo teor contém acusações gravíssimas ao candidato ao governo Flávio Dino, da coligação “Todos pelo Maranhão”.O criminoso, que presta depoimento algemado, mas não é identificado nas imagens, aponta o comunista como líder de uma quadrilha especializada em assaltos a bancos e tráfico de drogas, com conexões dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.
O depoente aponta outros dois membros da oposição como cabeças do esquema. Seriam eles o deputado federal e candidato à reeleição Weverton Rocha (PDT) e uma tal Patrícia, que não se sabe se é a candidata a deputada estadual e aliada de Dino Patrícia Vieira (PROS), esposa do deputado federal Zé Vieira (Pros), que não disputa o pleito deste ano por ter sido sido barrado pela Lei da Ficha Limpa.
No interrogatório, o criminoso menciona um assalto a banco ocorrido no Maranhão, cujo dinheiro roubado teria sido repartido no município de União, no Piauí. Segundo o delator, parte do montante teria retornado ao estado e irrigado os cofres do suposto esquema. Ele lista ainda alguns traficantes de drogas que fariam parte da quadrilha, como Dedê, Alemão e outros.


2 comentários:

  1. Coisa mais absurda! Isso é tudo mentira! Coisa de tem tá com medo da humilhação que vai ser essas eleições, claramente coisa do Edinho Lobão, tentando denegrir a imagem de Flávio e dos seus aliados no partido da Mudança. Esse Edinho perdeu totalmente a pouca credibilidade que ele tinha. Vai levar um processo bom nas costas, ele e todos os blogueiros que veicularam essa matéira. Te liga, CLÁUDIO.

    ResponderExcluir
  2. Verdade ou mentira a divulgação veio dos blogs da capital cabe aos citados se defenderem.

    ResponderExcluir

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!