sábado, 27 de setembro de 2014

Dilma e Lula não virão ao Maranhão pedir voto a Edinho Lobão

A presidente Dilma Rousseff se reuniu na manhã desta sexta-feira, 26, no Palácio da Alvorada, com a equipe de comando de sua campanha à reeleição. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estava na reunião com a presidente. Lula participou na noite de quinta de um comício em Ceilândia, cidade-satélite de Brasília, para ajudar na campanha do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz.
A estratégia de trabalho dos últimos dias antes do primeiro turno dominou o encontro, que contou ainda com a presença do presidente do PT, Rui Falcão, e do ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, entre outros integrantes.
Dilma também aproveitou para discutir a agenda dos próximos dias, que inclui comícios, caminhadas e carreatas em Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.
O Maranhão ficou de fora. A presidenta Dilma não virá ao estado, como anunciou o senador José Sarney e o ministro Lobão. Motivos: primeiro, porque Dilma apoia o candidato Flávio Dino (isso está mais do que claro, não há dúvidas de que a maioria do PT e Dilma sempre estiveram com Dino, tanto que nem mesmo sequer um vídeo Dilma gravou em apoio a Lobão Filho) e, segundo, a presidenta não quer ter sua imagem relacionada ao grupo Sarney e Lobão, envolvidos em escândalos nacionais de corrupção.  Seria um prato cheio para os adversários.
Os problemas com os peemedebistas provocados pela ação da Polícia Federal no Maranhão, que vasculhou avião, carros e malas do candidato ao governo do Estado senador Edinho Lobão, também acabaram fazendo parte da conversa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!