terça-feira, 16 de setembro de 2014

Esquema em contrato de R$ 250 milhões nas Secretarias de estado Adjunta de Tecnologia da Informação (SEATI) e de Planejamento e Orçamento (Seplan)

Chamem a polícia! Há uma movimentação de um grande esquema de corrupção no Governo Roseana, envolvendo as Secretarias Adjunta de Tecnologia da Informação (SEATI) e de Planejamento e Orçamento (Seplan), atualmente comandada pelo secretário Bernado Bringel.
Blog do Luis Pablo investigou e descobriu que um contrato superfaturado de quase R$ 250 milhões, está sob suspeita de propina para favorecer membros do governo.
A SEATI vai contratar uma empresa por R$ 248.704.310,31 com prazo vigente de 1 ano, para fazer um serviço que hoje é prestado por 22 milhões ao ano. Detalhe: a contratação será com validade para o próximo governador assumir.
Todo processo licitatório desse ‘super contrato’ vem sendo feito na surdina, porque em janeiro deste ano foi contestado por outras empresas que participaram da concorrência.
O mais grave é que o pregão não foi eletrônico, permitindo que outras empresas participassem. Mas sim presencial, sendo que o termo de referência só seria disponibilizado via CD-DVD e não foi publicado como manda a lei das licitações.
A Vectra CS, que detém o contrato desde 2006 com a SEATI, é apontada como a empresa agraciada para ganhar a licitação milionária. Tudo por causa de uma suposta articulação do secretário da pasta, Cláudio Fernandes Silva, com o apoio do Gestor da Unidade de Integração Institucional, Fabrício Alberto Lobão de Oliveira.
DinheiroTudo perfeitamente combinado.
A secretaria que está executando a licitação é a SEPLAN, mas a responsabilidade pela contratação é da Secretaria Adjunta de Tecnologia (SEATI). Segundo técnicos da SEATI, há um esquema de pagamento de propina sendo efetuado pela empresa Vectra para funcionários da pasta.
A licitação milionária está prevista para acontecer nesta quinta-feira, dia 18. E, ao que tudo indica, a vencedora deverá ser a Vectra CS, que continuará faturando uma fortuna dos cofres públicos para prestar um serviço tecnológico, onde o Estado do Maranhão não tem uma internet que presta.
Será mais um escândalo para a governadora Roseana Sarney ter que explicar.
O Blog disponibiliza uma vasta documentação sobre toda essa movimentação. Clique nos links e veja os documentos (Registro de PreçosDOC 1DOC 2 e DOC 3).
Registro de Precos-page-001
Registro de Precos-page-002

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!