segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Pesquisas do Ibope no MA têm maior índice de divergência de todo o País

MANOEL SANTOS NETO (JP)
Levantamento de pesquisas realizadas em todo o Brasil pelo Ibope e outros institutos revela que o índice de divergência das pesquisas realizadas até agora no Maranhão é o maior do país. Um estudo feito pelo Jornal Pequeno mostra que, em praticamente todos os Estados, a divergência dos resultados chega a no máximo 6 pontos percentuais, como é o caso dos Estados da Bahia, Acre e Mato Grosso.
No Maranhão, a discrepância é absurda. A divergência entre os números das pesquisas do Ibope, DataM e Exata chega a 16 pontos percentuais. Até mesmo os líderes partidários e coordenadores de campanha começam a suspeitar que há algo de errado nas sondagens de intenção de voto realizadas até agora com vistas às próximas eleições no Maranhão.
A pesquisa Ibope/TV Mirante, divulgada em 6 de setembro no JMTV-Segunda Edição, da TV Mirante, aponta o candidato Flávio Dino (PCdoB) na frente na corrida pelo Governo do Estado com 42% das intenções de voto contra 30% de Lobão Filho (PMDB).
Este resultado contrariou todas as pesquisas divulgadas até então, que sempre apontaram Flávio Dino com mais de 50% dos votos e com uma diferença média de 30% sobre o candidato apoiado pelo Governo do Estado. Neste mesmo sábado (6 de setembro), pesquisa Exata/TV Guará/Fiema apontou Flávio Dino com 56% das intenções de voto contra 27% de Lobão Filho.
Na edição de quarta-feira (10 de setembro), o Jornal Pequeno publicou matéria mostrando que, a 25 dias das eleições, e confrontando o Ibope, que apontou uma diferença de 12 pontos entre os dois principais candidatos ao Governo do Maranhão, uma nova pesquisa do Instituto DataM aponta o candidato Flávio Dino com 58,2% das intenções de voto contra 24,6% de Lobão Filho.
Na edição de sexta-feira (12 de setembro), o jornal O Estado do Maranhão divulgou pesquisa contratada pela Associação dos Criadores do Estado do Maranhão (Ascem) e realizada pelo instituto W1 emcampo mostrando que o candidato da coligação “Todos pelo Maranhão”, Flávio Dino, lidera a disputa, com 43,6%. Logo em seguida, aparece Lobão Filho, da coligação “Pra Frente, Maranhão”, com 33% – diferença de 10,6 pontos percentuais. Em terceiro lugar vem o candidato do PPL, Zeluis Lago, com 1,7%; com 0,8% está Saulo Arcangeli (PSTU), seguido por Josivaldo Correa (PCB), com 0,6% e Antonio Pedrosa (PSol), com 0,5%. Brancos e nulos somaram 3,1% e, ainda, 16,7% dos entrevistados declararam não saber em quem votar ainda ou não responderam ao questionário. A pesquisa W1/Ascem foi realizada entre os dias 28 de agosto e 8 deste mês. Foram entrevistados 1.500 eleitores em 45 municípios maranhenses. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais, para mais ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%. O registro na Justiça Eleitoral foi feito sob o protocolo MA-00043/2014.
Outros Estados – Na Bahia, por exemplo, pesquisa Ibope divulgada em 27 de agosto aponta liderança do ex-governador Paulo Souto (DEM) na disputa pelo governo do Estado. Em relação à pesquisa anterior do instituto, de 23 de julho, Souto oscilou positivamente – de 42% para 44% das intenções de voto – e venceria no primeiro turno. Somados, os adversários têm 26%.
O candidato do governador Jaques Wagner, Rui Costa (PT), avançou de 8% para 15%, assumindo a vice-liderança nas intenções de voto. A senadora Lídice da Mata (PSB) oscilou negativamente de 11% para 9% e agora está em terceiro lugar. Os candidatos Renata Mallet (PSTU) e Rogério da Luz (PRTB) marcaram 1% das intenções de voto. Marcos Mendes (PSOL) não pontuou. Contratada pela TV Bahia e realizada entre 23 e 25 de agosto, a pesquisa tem margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.
Em Mato Grosso, a diferença das pesquisas também é de no máximo 6 pontos percentuais. Pesquisa Ibope divulgada em 31 de agosto apontava a liderança do senador Pedro Taques (PDT) com 43% das intenções de voto. Na sequência, apareciam Lúdio Cabral (PT) com 16%, e o deputado estadual José Riva (PSD) com 13%.
Em Roraima, até a semana passada, o ex-governador Neudo Campos (PP) tinha 32% das intenções de voto e liderava numericamente a disputa, segundo pesquisa Ibope divulgada em 12 de agosto. O governador Chico Rodrigues (PSB) e a senadora Ângela Portela (PT) registraram 27% das intenções de votos cada um. Ocorre que Neudo Campos renunciou nesta sexta-feira (12) à candidatura ao governo do Estado e registrou a candidatura de sua mulher, Suely Campos (PP), ao cargo. A renúncia foi motivada pelo indeferimento de sua candidatura pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Roraima, há cerca de um mês. O candidato recorreu ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), mas optou por não aguardar uma decisão final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!