terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Folha de São Paulo destaca dívidas deixadas por Roseana

No vermelho
Flávio Dino (PC do B) diz ter recebido o governo do Maranhão com R$ 24 milhões de saldo em conta e restos a pagar referentes a encargos trabalhistas de R$ 292 milhões.
No prego
Também precisará quitar dívida de R$ 148 milhões com o Bank of America, que vence no dia 23.
Mais seis notas do Informe JP
Caixa vazio
Ao contrário do discurso que fora sustentado pelo governo que se findou, propagando “estado organizado” e “caixa cheio”, a gestão Flávio Dino encontra agora apenas R$ 24 milhões em caixa, segundo fontes neopalacianas.
Orçamento contingenciado
As mesmas fontes revelam que um contingenciamento está sendo preparado pelo governo Flávio Dino.
Como o atual governo só teve acesso aos dados do governo na sexta-feira (dia 2), ainda está formulando o contingenciamento.
As informações financeiras do governo deverão ser divulgadas em entrevista coletiva até o final desta semana.
Excesso de Terceirizações 
O governo atual extinguiu 18 cargos das secretarias extraordinárias. Embora pareça que foram poucos cargos extintos, constata-se agora que em vários órgãos existe uma proliferação de terceirização de mão de obra terceirizada.
No Departamento Estadual de Trânsito (Detran), por exemplo, o contrato de terceirização tem uma sentença negativa datada de 2013 da Justiça do Trabalho com multa diária de R$ 10 mil por cada servidor contratado de forma terceirizada.
A dívida já chega a R$ 1,127 bilhão. Também é terceirizada grande parte dos serviços da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) e até monitores do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.
Mais de 1 bilhão
Um levantamento parcial feito por técnicos do governo Flávio Dino dá conta de que os débitos deixados pelos governos Roseana Sarney e Arnaldo Melo ultrapassam 1 bilhão de reais.
As informações devem ser divulgadas por todo o dia de hoje, segundo apurou o Jornal Pequeno junto a fontes palacianas.
Prestígio (I)
A posse do novo secretário municipal de Comunicação, Batista Matos, foi muito prestigiada.
O auditório da Prefeitura de São Luís ficou pequeno para tantas pessoas tentando assistir à cerimônia.
Os secretários João Batista de Sá Ayres (Meio Ambiente) e Marlon Botão (Cultura) também tomaram posse.
Prestígio (II)
Uma das propostas do secretário Batista Matos, segundo anunciou, é trabalhar a comunicação participativa, aproximando a gestão da população.
Também estiveram presentes à cerimônia o secretário estadual Márcio Jerry (Articulação Política), o senador eleito Roberto Rocha e o presidente da Câmara Municipal, vereador Astro de Ogum.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!