terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Governo Flávio Dino contabiliza 1ª Morte em Pedrinhas - Preso morre baleado ao tentar fugir

POR OSWALDO VIVIANI
O detento Jocean Soares Dantas morreu no fim da tarde desta segunda-feira ao ser baleado por um vigilante, na Casa de Detenção (Cadet) – unidade do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís (MA).
Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) confirmou a morte e informou que Jocean foi atingido numa tentativa de fuga, no momento em que estava sendo conduzido para atendimento médico.
“Às 16h56, o detento solicitou atendimento médico e foi conduzido por monitores e vigilantes do Bloco B, da Casa de Detenção, para a sala de enfermaria. Após a retirada das algemas, o presidiário tentou fugir em direção à Permanência, área de saída da Cadet. Ao ser impedido, tentou ir para o alojamento, onde travou luta corporal com o vigilante e foi atingido na perna e no abdome. Socorrido, o detento faleceu no hospital”, diz a nota.
Jocean Dantas – que não teve a idade informada – morreu antes de dar entrada no Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão 1). Ele cumpria pena de 26 anos, 2 meses e cinco dias de reclusão por homicídio e porte ilegal de arma, após ser julgado e condenado pela 1ª Vara de Execuções Penais de Imperatriz.
O detento foi o primeiro caso de morte em presídios maranhenses neste ano. No ano passado, foram 24 mortes (19 na capital e 5 no interior), e no ano anterior (2013), 60, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
Em crise desde o fim de 2013, os presídios maranhenses tiveram a segurança reforçada pela Força Nacional (FN), mas as mortes e fugas continuaram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!