terça-feira, 3 de novembro de 2015

Calamidade - Bairro Manoel Lacerda pede socorro

 Um retrato vivo do descaso em que se encontram as ruas da cidade de Bacabal está no Parque Manoel Lacerda. Abandonado desde o segundo mandado do ex-prefeito Dr. Lisboa, acusado de uma série de irregularidades, tendo sido preso por suspeita de participação em esquemas de agiotagem que envolveria o erário público; o bairro convive com ruas esburacadas e pequenas lagoas de água contaminada, advinda, na sua maior parte, de um condomínio próximo que descarta estes resíduos a céu aberto (foto). O lixo se multiplica em locais como este, que há anos não recebeu qualquer visita de nenhum dos secretários de obras que já passaram pela pasta. Vale ressaltar que o condomínio que descarta a água e resíduos no bairro é de propriedade do ex-secretário de obras do município, o engenheiro Nonato Chaves. A sujeira atrai animais de toda espécie, bem como urubus, constantemente nas redondezas.






Para os moradores do local, é bem difícil a resolução do problema, pois se as vias e bairros “mais importantes” da cidade estão num estado de degradação; o Parque Manoel Lacerda, composta por maioria de pessoas de baixa renda, sendo este distante do centro da cidade, ainda terá que se conformar por muito tempo, ou até que a campanha política do próximo ano imponha a realização de serviços de recuperação por uma eventual tentativa de troca de votos da comunidade local.
No entanto, mesmo com pouquíssima esperança que as coisas se resolvam por lá, os moradores do Parque Manoel Lacerda convidam o prefeito José Alberto Veloso para se fazer presente no local, para ver de perto a situação em que se encontra o bairro, que além desses problemas de esgoto e lixão a céu aberto, também conta com ruas inteiramente intrafegáveis devido a uma série de outros fatores correspondentes a falta de manutenção adequada. 

2 comentários:

  1. Com certeza esta é a maior prova do descaso e da impunidade !

    ResponderExcluir
  2. Com certeza esta é a maior prova do descaso e da impunidade !

    ResponderExcluir

Seu comentário será analisado e logo será postado. Obrigado!